Insights

O melhor sobre Gestão de Pessoas, People Analytics e Experiência do Colaborador.

RH pós-pandemia: saiba o que mudou no setor!

Este artigo mostra as principais tendências do setor de RH pós-pandemia. Venha conferir!

 

Trabalho remoto e alterações no onboarding de colaboradores são só alguns dos impactos da pandemia de Covid-19 na área de Recursos Humanos. Tudo isso exigiu mudanças efetivas no setor, como a adaptação dos locais de trabalho, a fim de colaborar com o distanciamento social. Mas a dúvida que paira é: como será o RH pós-pandemia?

Adaptar-se a esse novo cenário é fundamental para fazer uma gestão de pessoas mais eficiente e adequada, uma vez que a empresa, o cenário e colaborador se modificaram. Passamos a nos preocupar e a priorizar mais o bem-estar e a sua qualidade de vida do que antes.

A seguir, listamos as principais tendências para o setor que foram acentuadas pela crise e que provavelmente vão se consolidar. Veja quais são elas!

 

Novas formas de acompanhar a produtividade

 

A recomendação de manter o distanciamento social para conter a propagação do novo coronavírus levou muitas empresas a adotarem o home office. Com isso, alguns gestores de RH começaram a se preocupar com a produtividade no trabalho remoto. Com isso, novas formas de acompanhar a performance foram sendo implementadas.

Alinhamentos one a one (1:1), feedbacks contínuos, OKR's, ganharam mais força neste período. O RH que investir em plataformas digitais que facilitam o acompanhamento da produtividade das equipes de trabalho se colocará à frente de outras empresas no mercado.

 

Ampliação do home office

 

O home office veio para ficar. Acreditamos que não será 100% após passar a epidemia, mas com certeza muitas empresas irão adotar, pelo menos parcialmente. O home office contribuiu muito para o bem-estar e qualidade de vida de muitos colaboradores, que não precisam mais pegar trânsito e longas horas até chegar ao trabalho.

Algumas empresas, como a XP Investimentos, anunciaram que irão permanecer com o trabalho remoto, após escutar os seus colaboradores (saiba mais aqui).

Esse regime de trabalho motiva os colaboradores, os quais podem ter mais tempo para suas famílias. Vale lembrar que quando as escolas retornarem, a situação tendo a ficar ainda melhor para aqueles que possuem filhos.

 

Mais voz ao colaborador


Com os colaboradores trabalhando de forma remota, ficou mais difícil acompanhar como estão se sentindo. Por isso, as empresas estão adotando ferramentas de escuta contínua do colaborador, para que consigam se aproximar de seus times e obter feedbacks.

Por meio de plataformas online de escuta contínua, as empresas conseguem acompanhar como os colaboradores percebem as ações adotadas pela empresa no enfrentamento da crise, como estão os relacionamentos interpessoais e a relação entre líder e liderado, bem como, como anda o bem-estar, ansiedade e estresse.

Com isso, identificam que outras ações precisam implementar para melhorar a experiência dos times. Esse tipo de escuta tende a se perpetuar em um momento pós-pandemia. Assim, as relações no ambiente de trabalho se tornarão mais saudáveis e consistentes.

 

Mais importância aos dados

 

Com a crise, muitos gestores perceberam a necessidade de tomar decisões rápidas e precisas para viabilizar a sobrevivência das empresas. Mas como fazer isso sem ter em mãos dados reais? Esta é mais uma tendência do RH pós-pandemia: uma maior atenção ao acesso de dados precisos em tempo real.

Neste novo normal, não conseguiremos mais gastar longas horas de trabalho fazendo consolidação de dados e análises estatísticas. Ferramentas que usam inteligencia artificial e fazem análises de forma automatizadas serão muito mais valiosas.

A reinvenção do RH pós-pandemia é essencial para garantir estabilidade durante a crise, podendo proporcionar benefícios até depois dela. Portanto, adote as tendências que mencionamos para alinhar esse setor da sua empresa aos novos tempos e colher bons resultados lá na frente.

Gostou deste artigo? Para acompanhar nossas novidades, você só precisa curtir a nossa página no Facebook!

pesquisa-novo-normal