Reconhecimento: uma necessidade básica

Imagine a seguinte situação: Você chega no seu ambiente de trabalho e dá bom dia, no entanto, ninguém lhe responde. Em seguida, você tem uma ideia que pode melhorar o dia-a-dia da empresa. Compartilha com duas ou três pessoas, mas ninguém sequer percebe a sua existência.

Como você se sentiria? Acredito que não muito bem, certo?

Temos a necessidade de sermos reconhecidos, notados, considerados. Somos seres sociais, nossa identidade é construída a partir do outro, que me nomeia e projeta desejos. Por isso a necessidade do reconhecimento.

Essa necessidade é expressa desde o nosso nascimento. O olhar da mãe que amamenta, o olhar dos nossos parentes quando temos nossas primeiras conquistas e, quando não somos olhados, fazemos de tudo para que isso aconteça, como quebrando um vaso. O importante é sermos reconhecidos!

Por mais que muitas vezes esta necessidade seja negada, ela ainda é real. Todos nós somos avessos a indiferença.

E como suprir esta necessidade?

Como diz o ditado popular: “Fale bem ou fale mal, mas fale de mim”. Dessa forma, quando não temos uma carga positiva, algo que nos faz ser vivo para o outro, buscamos um reconhecimento negativo. Como por exemplo:

  • Crianças pedindo atenção, depois fazendo arte
  • Reclamações, fofocas
  • Absenteísmo
  • Motins, paralizações

Todas essas são formas de conseguir ser visto pelo outro.

Para que isso não aconteça, precisamos aumentar a quantidade de carga positiva nas nossas relações. E isso só acontece por meio do reconhecimento positivo.

Reconhecimento Positivo é autêntico e espontâneo, transmitindo afeto e sensação de estima. Se deseja que um novo comportamento se instale ou que se repita, o reconhecimento positivo é o mais poderoso.

Vamos reconhecer mais às pessoas à nossa volta? Não esqueça: Reconhecimento gera confiança na relação.

Veja aqui o infográfico sobre como reconhecer sem aumentar salário.

Conheça 35 práticas de reconhecimento neste ebook!