People Analytics: descubra agora como aplicar na empresa

Conheça mais sobre People Analytics e descubra como aplicar na sua empresa.


Vivemos em uma realidade em que é praticamente impossível estar longe da tecnologia. O cenário futurista que imaginávamos alguns anos atrás, hoje envolve nosso dia a dia, coletando dados e informações a nosso respeito o tempo todo. Isso acontece também nas empresas. E é a tendência do RH: People Analytics.

 

People Analytics é uma forma que os negócios encontraram de se aliarem à tecnologia para descobrir informações relevantes sobre pessoas para a tomada de decisão, que se tornou mais precisa, ágil e estratégica ao longo do tempo.

 

Se você quer saber mais sobre esse assunto e entender como aplicar o People Analytics na sua empresa, continue conosco. Fique atento e tenha uma ótima leitura!

 

O que é o People Analytics?

 

O que você faria se pudesse saber, antes de decidir algo, o que realmente funcionaria ou não para sua equipe? Provavelmente, suas decisões seriam muito mais acertadas e você não correria o risco de optar por algo potencialmente equivocado.

 

Por meio do People Analytics é possível conhecer a equipe por meio dos dados coletados sobre ela. Isso auxilia no processo de tomada de decisão e ajuda a criar estratégias mais precisas para o desenvolvimento, a engajamento, o melhor desempenho e outros aspectos sobre os colaboradores.

 

Há algum tempo, todos os dados que uma empresa detinha sobre seus colaboradores eram anotados em folhas de papel. Era praticamente impossível processar esses dados e extrair informações relevantes deles.

 

Com o "boom" da internet, surgiu também o Big Data, que permitiu que, basicamente, todas as informações disponíveis em meio digital fossem armazenadas em um gigantesco banco de dados. Isso proporcionou que essas pequenas peças isoladas de um quebra-cabeça fossem utilizadas de tal forma que pudessem ser agregadas e gerassem informação de valor para as empresas.

 

Foi assim que surgiu a análise estratégica de dados dentro da gestão de pessoas: o People Analytics.

 

Como aplicar o People Analytics de maneira acertada?

 

Agora você poderá conferir algumas dicas simples sobre como iniciar o uso do People Analytics na sua empresa. Fique atento!

 

Defina os objetivos

 

O primeiro passo nessa jornada é decidir o que você quer medir, ou seja, seus objetivos. Você precisa ter algumas métricas claras para acompanhar. Portanto, o que você quer realizar ao utilizar People Analytics?

 

Pode ser melhorar o desempenho da sua equipe, aperfeiçoar o processo de contratação de pessoas, tomar decisões mais acertadas, melhorar o clima organizacional, implantar uma nova cultura organizacional, entre muitas outras opções. Faça um diagnóstico e descubra qual é a prioridade da empresa.

 

Mapeie os dados

 

O mapeamento é justamente a identificação de onde estão aqueles dados que vão ser relevantes para o negócio. Por isso, você precisa analisar criticamente o que será útil ou não para sua empresa.

 

De nada adianta coletar uma quantidade enorme de dados que não mudará em nada aquilo que você está tentando implementar. Portanto, analise criticamente em quais canais, meios ou locais estão os dados que você precisa buscar sobre seus colaboradores.

 

Determine os indicadores

 

É muito relevante determinar aquilo que você quer medir com o People Analytics para obter as respostas de que precisa para a gestão. Se o objetivo é melhorar o processo de contratação de pessoas, por exemplo, é necessário determinar os indicadores que apontarão se a empresa está acertando ou errando nesse processo.

 

Bons indicadores podem ser o índice de rotatividade, de absenteísmo, de produtividade e assim por diante. Quando um colaborador não performa como é esperado, por exemplo, ou se a empresa está enfrentando dificuldades em retê-lo, a falha pode estar tanto nos processos internos quanto na escolha dos profissionais para compor a equipe.


 

Colete os dados

 

A coleta de dados é um ponto crucial dentro do People Analytics. Esse é o momento em que os dados relevantes serão recolhidos daqueles diferentes canais selecionados anteriormente, seja em indicadores de turnover, saúde, resultados de pesquisas de clima e engajamento, avaliações de desempenho e assim por diante.

 

Basicamente, o que deve fazer é recolher essa quantidade enorme de dados, soltos, e jogar em um banco de armazenagem. A partir daí, esses "insumos" passarão a ser tratados para servirem ao propósito de gerar informação.

 

Analise os resultados

 

É nesse ponto que as principais vantagens do People Analytics são percebidas. A análise é o momento em que você reúne todos os dados, cruza cada um deles, transforma-os em informações relevantes e interpreta tudo isso de modo que faça sentido para a gestão de pessoas.

 

É aqui que você passa a reconhecer padrões de comportamento, gargalos da empresa, demandas não atendidas, falhas de processos e necessidade de treinamento, por exemplo. Também podem ser identificados modelos de conduta de gestão sempre que uma abordagem está funcionando no negócio.

 

Planeje as ações

 

Outra etapa de extrema relevância no People Analytics é o planejamento das ações que mudarão a realidade da empresa. De nada adianta ter um sistema muito eficaz de dados se você não faz nada a respeito quando há alguma inconformidade no negócio.

 

Para isso, você pode inclusive utilizar os dados coletados durante o processo para entender o que pode servir como solução para os problemas apresentados. Se a empresa tem dificuldade em reter talentos, uma boa ideia é aprofundar a análise e buscar conhecer quais fatores impactam na motivação e engajamento dos colaboradores na sua empresa. A partir disso, é possível montar uma estratégia de fidelização e retenção de talentos.

 

Quais são os resultados que o People Analytics traz?

 

Se você ainda está se perguntando por que deveria adotar o People Analytics, nós separamos uma série de vantagens e benefícios trazidos por essa ferramenta. Os principais resultados reconhecidos são que ela:

  • aumenta o controle do gestor sobre o processo de tomada de decisão;
  • torna os processos do RH mais eficazes;
  • reduz excessos de burocracia dentro do setor;
  • otimiza o uso de recursos financeiros para desenvolver as pessoas;
  • melhora a rotina e a produtividade do RH;
  • aperfeiçoa a gestão e a retenção de talentos na empresa;
  • ajuda a mensurar a eficácia das contratações;
  • compara a análise de custos com pessoas e seu respectivo desempenho.

 

Há algum tempo, investir em People Analytics era apenas mais uma opção de diferenciação no mercado. Hoje, é impossível que uma empresa se mantenha competitiva sem conhecer seu público interno.

 

Como você viu, a adoção do People Analytics não é tão complicada, especialmente com o uso da tecnologia. Portanto, mesmo que sua empresa não a domine, você pode facilmente buscar um parceiro estratégico que o ajude nessa missão.

 

Agora que você já sabe o que é, como surgiu, como aplicar e quais são os resultados gerados por esse recurso, descubra por que as iniciativas de People Analytics falham!