Insights

O melhor sobre Gestão de Pessoas, People Analytics e Experiência do Colaborador.

Confira 3 passos para realizar o onboarding do colaborador!

Onboarding se refere a um método que visa integrar novos colaboradores à equipe, à forma de operação e à cultura da empresa. Quer saber mais sobre ele? Acesse este artigo!

 

Onboarding se refere a um método que visa integrar novos colaboradores à equipe, à forma de operação e à cultura da empresa, com o intuito de garantir a sua adaptação. Investir nessa prática ajuda também a aumentar o engajamento dos profissionais e a manter os talentos por mais tempo na organização.

O processo envolve muitas etapas, desde boas-vindas até o treinamento dos novos membros da equipe. Quando ele é implementado da maneira cuidadosa, os recém-contratados começam a conhecer a cultura organizacional e adquirir conhecimentos necessários para fazerem parte do time.

Neste artigo, separamos três dicas importantes para você realizar um onboarding de sucesso e permitir que o funcionário se sinta acolhido e à vontade no ambiente de trabalho. Acompanhe!

 

1. Prepare um momento de boas-vindas do gestor e do time

 

Quando o novo colaborador chega à empresa para o seu primeiro dia de trabalho, é importante que tudo esteja preparado para recebê-lo da melhor forma possível, a fim de integrá-lo com mais facilidade à equipe.

Antes disso, é interessante que você envie um e-mail ou uma mensagem para o novo membro do time. Mencione que todos estão ansiosos para a chegada dele e o quanto a empresa está feliz por tê-lo em seu quadro.

No momento em que a pessoa chegar, tenha uma postura receptiva e calorosa, explique por quais treinamentos ela passará no período de experiência e a faça se sentir seguro para executar as suas funções.

 

2. Tenha um cronograma bem estruturado

 

O ideal é que o processo de onboarding dure o equivalente ao período de experiência, para que o profissional assimile aos poucos e com mais eficácia todas as informações a respeito das responsabilidades atribuídas a ele.

Nesse sentido, é importante estruturar bem um cronograma para indicar quais atividades serão realizadas ao longo dos primeiros meses. Isso ajudará o colaborador a ter uma noção maior das suas obrigações dali em diante, reduzindo as chances de ele criar falsas expectativas com o trabalho e ficar desmotivado.

 

3. Aplique uma pesquisa após determinado período

 

É interessante que você realize pesquisas após determinado período — como 7, 15 ou até 30 dias — para saber se o novo funcionário está se adaptando à rotina de trabalho. O importante aqui é fazer um monitoramento constante para ter em mãos informações sobre o comprometimento e a evolução do profissional.

Com a Pulses, é possível criar suas pesquisas de onboarding com gatilhos de tempo. Automaticamente os novos colaboradores receberão a pesquisa após 7 dias de trabalho, 15 e/ou 30 dias. Conheça o módulo de Múltiplos Instrumentos e saiba mais!

Além disso, invista em avaliações de desempenho e forneça feedbacks para apresentar os pontos que o recém-contratado pode aprimorar e o que deve ser valorizado no perfil dele.

O processo de onboarding traz diversos benefícios para a empresa, como melhora da experiência do colaborador, maior engajamento, redução das taxas de turnover, facilidade na integração da equipe, entre outros pontos cruciais para reter mais talentos. Portanto, implemente essa ideia para motivar os novos funcionários a entregarem o melhor de si todos os dias.

Gostou das nossas dicas? Saiba que em nossas redes sociais compartilhamos conteúdos como este constantemente. Para ter a acesso a eles, basta seguir nossos perfis no Facebook, no LinkedIn e no InstagramAté a próxima!