O que é OKR, por que você deve usar em sua organização?

Leia este artigo e compreenda o que é OKR, como se relaciona com o foco em resultados e por que você deve usar em sua empresa.


A abordagem de OKR (Objectives and Key Results) é uma forma para criar alinhamento e engajamento em torno de metas mensuráveis. Surgiu em 1970, por Andrew Grove, na Intel e ficou famoso em 1999 quando o Google adotou o modelo na sua gestão estratégica. Este alinhamento apoiou o crescimento do Google de 40 funcionários para mais de 60.000 atualmente. 


OKR é um modelo de gestão ágil de desempenho com foco em resultados, que funciona como uma ferramenta de comunicação interna que integra as equipes através da formulação de objetivos relacionados à missão, aos valores e à estratégia corporativa.

 

A grande diferença para os métodos tradicionais é que os OKRs são revistos, definidos e reavaliados a cada ciclo, geralmente trimestralmente. A verdadeira virtude dos OKRs está em sua forma simples e flexível de trabalhar a gestão de performance das empresas. Trabalhar com OKRs assegura que as equipes estejam sempre na mesma direção, com prioridades claras.

 

Para estabelecer uma boa meta você tem que ser capaz de listar o que vai realizar, como vai atingir e a forma que será mensurado, criando assim uma meta real.

 

Assim, como o nome indica, o OKR possui dois componentes, o Objetivo e os Key Results:

 

  • Objetivo está relacionado a descrições qualitativas do que deseja alcançar. Deve motivar e desafiar a equipe.
  • Key Results é composto por um conjunto de métricas que acompanham o progresso do objetivo. Todos os Key Results devem ser quantitativos e mensuráveis. Se não tem um número, não é um Key Result.

 

Exemplo de OKR:

 

 

Objetivo

Key Results

Melhorar a experiência dos colaboradores

Implementar 1 plataforma de escuta contínua 

Alcançar uma taxa de 80% de adesão na pesquisa de clima



É muito comum que, nos ciclos iniciais, as empresas criem uma lista de tarefas nos resultados chave, ao invés de indicadores de performance. Portanto, é importante deixar claro que OKR não é tarefa, mas sim o resultado de uma atividade.

 

Os OKRs promovem uma cultura focada em desempenho, não em atividades. Isto é, definem se o sucesso foi alcançado ou não. Não adianta cumprir todas as tarefas e não haver progresso. Para garantir resultados de alto impacto, foque no propósito final, não nos meios para chegar lá.



 


Níveis de OKRs

 

OKRs da empresa: São os OKRs que direcionam toda a empresa em prol dos resultados desejados. Com isto, eles devem motivar e inspirar a empresa, adotar uma estratégia de prioridades que devem constar nos ORKs.

 

OKRs dos times: Estas metas são direcionadas a atuação de cada time. Por isso, a formulação desses objetivos pode ser mais específica. Devem estar alinhados com o propósito da companhia, já que seus resultados afetarão diretamente a performance do negócio.

 

OKRs dos colaboradores: São OKRs focados na performance do colaborador.

 


Os principais benefícios da utilização de OKR

 

Agilidade: por acontecer revisões em ciclos curtos de metas permite ajustes rápidos e melhores adaptação frente às mudanças do mercado.

 

Autonomia e responsabilidade: as equipes recebem uma direção dos OKR organizacionais, com isso as equipes possuem autonomia em definir como vão conseguir alcançar os OKRs, sendo responsáveis por alguns objetivos.

 

Foco: O número reduzido de metas proporciona maior foco e disciplina.

 

Aumento do engajamento dos colaboradores: que se dá a partir da participação na construção das metas, definição das tarefas e na forma que será realizado, conectando os colaboradores com o propósito da organização.

 


Dicas para escrever bons OKRs


  1. Os objetivos devem ser simples, curtos e fáceis de memorizar.
  2. Utilize uma linguagem que se adeque a cultura de sua organização, podendo usar gírias ou mantras que combinem com a sua cultura.
  3. Divida o objetivo em tarefas, sendo que um objetivo pode ter em torno de 2 a 5 tarefas.
  4. Utilize KRs que sejam mensuráveis, como por exemplo, o número de tarefas ou o percentual atingido.

 

Construção de OKR

 

Agora que você já conhece o que é OKR, os diferenciais, os benefícios e os níveis, veja como construir na prática o seu OKR.

 

 As principais características para definir um OKR

  • Ser qualitativo
  • Ser atingível 
  • Possuir prazo de conclusão e responsável
  • Poder ser questionado pela equipe

 

John Doerr um dos pioneiros na metodologia desenvolveu uma fórmula para auxiliar na construção de um OKR, que é:

Eu quero (OBJETIVO), saberei que consegui por (KEY RESULTS)


Com base nesta fórmula, você pode criar o seu OKR com maior clareza. Veja o exemplo a seguir:

Eu quero ser líder no Brasil, saberei que consegui se alcançar a marca de 100.000 usuários, aumentar a receita recorrente em 50% e garantir um NPS acima de 75%.

 

Veja a seguir outros exemplos de OKR.

 

Exemplo 1

Objetivo: Melhorar a experiência do cliente

Key Results:

  • Alcançar o Net Promoter Score (NPS) de 85.
  • Aumentar a taxa de renovação de X para Y.

Como alcançar:

  • Diminuir o tempo de espera pelo suporte.
  • Corrigir bugs da plataforma
  • Criar uma jornada do cliente
  • Realizar um acompanhamento periódico com cada cliente.

 

Exemplo 2

Aumentar número de vendas

Key Results:

  • Dobrar o número de vendas do produto x.

Como alcançar:

  • Entender o portfólio de produtos
  • Mapear clientes e regiões com maior potencial
  • Analisar Google Analytics e canais de divulgação
  • Elaborar estratégia com equipe de vendas