Insights

O melhor sobre Gestão de Pessoas, People Analytics e Experiência do Colaborador.

O guia completo para entender a importância do RH 4.0 na sua empresa

As empresas estão se transformando, como resposta às profundas mudanças trazidas pelas ferramentas digitais. Conheça o novo RH e saiba como ele pode ajudar a sua organização!


Você conhece o conceito de RH 4.0? É difícil pensar hoje em dia em uma rotina que não seja afetada pela tecnologia, sendo essa presença em maior ou menor grau. As empresas também se adaptaram às novas ferramentas e às maneiras de conduzir os processos, surgindo a indústria 4.0 e consequentemente, o RH 4.0.

 

Mas, afinal, do que se trata esse conceito e como ele impacta a sua corporação? Indo além, quais são as maiores dificuldades na implementação dessa nova abordagem do Recursos Humanos? É o que vamos tratar neste guia. Confira!

 

Qual o conceito de RH 4.0?

 

O RH 4.0 tem foco no uso de ferramentas tecnológicas que auxiliem a tomada de decisões e uma melhor gestão de pessoas, com atenção especial dedicada aos colaboradores.


Percebemos uma valorização do capital humano e uma abordagem mais estratégica, identificando as competências dos colaboradores e aproveitando-as de maneira inteligente nos processos. Tudo isso voltado para o alcance das metas e para o desenvolvimento da empresa.

 

Ele se diferencia do RH tradicional justamente nessa abordagem. Até alguns anos atrás, o setor cuidava da parte burocrática entre empregados e empresa, controlando férias e folgas, confeccionando folhas de pagamento e tratando de processos de admissão e rescisão.

 

Hoje, com o apoio de ferramentas que automatizam essas tarefas, os profissionais do setor atuam com um processo seletivo realmente voltado às necessidades da empresa (considerando o fit cultural dos candidatos), na construção de boas condições de trabalho que promovam o engajamento, e no desenvolvimento dos colaboradores para que eles consigam oferecer o seu melhor e contribuir de maneira ativa com o crescimento corporativo.

 

Qual a importância desse novo RH?

 

Já apresentamos o conceito do RH 4.0 e como ele se diferencia do RH tradicional. Vamos entender melhor como ele impacta positivamente a empresa?

 
Redução da burocracia

 

As ferramentas tecnológicas induzem à praticidade e à rapidez dos processos, eliminando a necessidade de grandes volumes de papéis e controles feitos manualmente.

A produção de documentos comuns em empresas, como holerites e avisos de férias, assim como o controle do banco de horas, são feitos automaticamente, diminuindo a burocracia e facilitando as atividades.

 
Aumento da produtividade

 

A implementação de ferramentas também traz o aumento da produtividade como consequência, possibilitando fazer mais em menos tempo e com alta qualidade.

 

Essa abordagem otimiza todos os processos internos. Vale lembrar que essa otimização é extremamente necessária para que a empresa consiga acompanhar o ritmo das mudanças atuais.

 
Melhora da comunicação

 

A comunicação é uma das áreas mais afetadas pela tecnologia, sendo praticamente instantânea. Claro que as organizações precisam dessa rapidez no fluxo de suas informações internas, adotando soluções que permitam o diálogo rápido e a troca de dados dinâmica.

 

Nesse ponto, temos diversas ferramentas disponíveis no mercado, desde as usadas em conversas diretas, como o Google Hangouts e Skype, como outras usadas na gestão do time, como Slack e Trello.

 

Tecnologias aplicadas no trabalho dos funcionários

 

Os colaboradores também contam com diversas ferramentas que ajudam na realização do seu trabalho diário, permitindo que eles concluam as tarefas com mais rapidez e também dando insumos para que os gestores acompanhem esses resultados e proponham melhorias.

 
Aumento na retenção de talentos

 

Com políticas voltadas para o engajamento e para a valorização dos colaboradores, é natural que ocorra um aumento na retenção dos profissionais, diminuindo o impacto financeiro provocado pelas demissões e garantindo as possibilidades de manutenção da inteligência dentro da própria empresa.

 

Além disso, o processo seletivo com a avaliação das competências, considerando o fit cultural, faz com que os profissionais escolhidos tenham uma identificação muito maior com a empresa e adaptem-se mais facilmente, o que tende a aumentar a sua permanência na corporação durante a carreira.

 
Melhoria na tomada de decisões

 

O RH 4.0 promove uma visão ampla da empresa, com um conhecimento mais aprofundado das competências apresentadas pelos funcionários e o acompanhamento de diversas métricas ligadas à produtividade e ao desempenho.

 

Os profissionais do setor passam a atuar como braço direito dos CEOs na tomada de decisões, mostrando a realidade interna da corporação e indicando caminhos para mudanças que aumentem o faturamento.

 
Quais são os maiores desafios na implementação do RH 4.0?

 

Até aqui deu para perceber como o RH pode ajudar a empresa e traz uma melhora considerável à gestão interna, impactando os resultados. Também percebemos que é importante a adoção de ferramentas para aproveitar os benefícios.

 

Então, por que muitas organizações ainda não conseguiram fazer do RH 4.0 uma realidade? Destacamos aqui os principais obstáculos.

 
Romper paradigmas

 

Embora a adaptação constante seja indispensável para manter a relevância e a competitividade, muitas corporações simplesmente não conseguem romper com velhas práticas e valores.

 

Organizações com essa postura mais rígida provavelmente já sentem dificuldades para acompanhar as novas tendências e sofrerão ainda mais os efeitos desse apego a conceitos antigos.

 
Mudar a cultura da empresa

 

A adesão ao RH 4.0 exige uma mudança na cultura de empresa. Conceitos como hierarquia horizontal, desenvolvimento de colaboradores e liderança empática, apenas para citar alguns, devem ser parte importante nos valores e missão da empresa, assim como o compromisso social.

 

Também é importante fortalecer internamente essa cultura para que os funcionários estejam totalmente envolvidos no propósito corporativo e, assim, consigam atuar em direção a um objetivo único.

 
Administrar a diversidade de gerações

 

Se analisarmos o quadro de funcionários das empresas, provavelmente encontraremos uma situação bem interessante: os trabalhadores seniores, com mais de 50 anos, os que estão na faixa entre 30 e 40 anos, e os mais jovens, com 20 anos em média.

 

Essas três gerações trazem diferenças que influenciam totalmente a maneira com que encaram o trabalho, a facilidade de lidar com as novas ferramentas, e o relacionamento com os colegas e com a empresa.

 

Embora seja muito interessante contar com características distintas, os gestores precisam saber administrá-las para que um consiga complementar o outro. Caso contrário, esse ambiente heterogêneo pode trazer dificuldades na administração de equipes e na fluidez do trabalho.

 

Com este post, você pode entender um pouco melhor a importância do RH 4.0 e como ele ocupa um papel de protagonismo na adaptação das empresas à transformação digital, aumentando as suas possibilidades de sobrevivência em um mercado cada vez mais dinâmico e competitivo.

 

Aproveite para conferir outro material que preparamos sobre o assunto, mostrando a transformação cultural do RH. Confira!

 rh digital