Employee experience: confira 6 fatores que o influenciam!

Confira agora 6 curiosidades sobre o employee experience e como essa estratégia pode ser um diferencial para a sua empresa!


O employee experience, ou experiência do colaborador, é uma estratégia poderosa para alcançar os objetivos traçados pela empresa. Ela parte do setor de RH da organização e tem o propósito de engajar e motivar todos os colaboradores no objetivo do negócio.

Entre os resultados decorrentes desse conjunto de ações, podemos destacar a redução dos índices de turnover e o aumento da produtividade das equipes. Devido a essas e outras vantagens, as melhores empresas do mundo têm investido nessa abordagem.

Quer entender mais sobre o conceito de employee experience, os fatores que o influenciam e os benefícios que ele proporciona? Então continue a leitura deste artigo!

 

O que é employee experience e qual a sua importância?

 

employee experience se refere a soma de tudo que o colaborador encontra, observa e sente ao longo de sua jornada na empresa. Os profissionais da nova geração, em especial, escolhem onde desejam trabalhar. Por isso, é importante que as empresas se esforcem para atrair e manter os melhores talentos do mercado.

Promovida pelo LinkedIn, a pesquisa 2020 Global Talent Trends revelou que 96% dos profissionais consideram a experiência como um fator importante para se manterem na companhia, reforçando que a relação entre a empregadora e seus empregados deve ser de pessoas para pessoas. Somente assim é possível oferecer serviços e produtos que atendam às demandas do mercado de forma efetiva.

Logo, quanto mais satisfeitos os profissionais estiverem com a empresa para a qual trabalham e com as funções que desempenham, maiores serão as chances de a corporação alcançar seus objetivos.

 

Quais fatores influenciam a experiência do colaborador?

 

A experiência do profissional com a empresa começa antes mesmo de ele ser contratado, ainda na percepção sobre a marca e nos primeiros contatos com o processo seletivo. Após sua efetivação, ele passa a ter percepções positivas ou negativas sobre a companhia, que impactam diretamente os seus resultados e, consequentemente, os do negócio.

Separamos aqui os principais fatores que influenciam o employee experience. Acompanhe!

 

1. Onboarding

 

O onboarding é um importante momento da jornada do colaborador. É a etapa em que o novo colaborador passa ao ser contratado pela empresa, com treinamentos, alinhamentos de valores, políticas e regras, um verdadeiro mergulho na cultura da organização.

Esse processo tem uma grande impacto na experiência do colaborador. Pergunte ao seu time: como foi o seu primeiro dia de trabalho na nossa empresa? Com essa pergunta, você conseguirá identificar diversos pontos de melhoria em relação ao employee experience.

Colaboradores que são recebidos na organização de forma cuidadora, consideradora, tendem a permanecer na empresa. Mas caso a sua prática seja apenas de apresentar a mesa de trabalho do colaborador e nada mais, fique atento, pode estar perdendo muitos talentos.

2. Ambiente acolhedor

 

Uma estrutura física adequada é fundamental para que os profissionais possam realizar as suas melhores entregas. Então, a empresa precisa assegurar que eles tenham um ambiente com boa iluminação e ventilação, mesas e cadeiras ergonômicas, equipamentos como computadores e outros recursos que viabilizem a execução das tarefas.

Mas além disso, é necessário conforto! Empresas como Google e Facebook já perceberam que oferecer um espaço confortável e acolhedor para seus colaboradores traz muitos resultados. Por isso, é importante disponibilizar salas de convivência e outras estruturas para que as pessoas se sintam acolhidas e confortáveis no ambiente laboral.

Quando os trabalhadores se dão conta de que a empresa se preocupa com o bem-estar deles, eles tendem a produzir mais e melhor. Assim, os investimentos iniciais em conforto e infraestrutura se pagam a curto e médio prazo.

Quando não há condições de trabalho adequadas, é grande o risco de as pessoas se desmotivarem, comprometendo o engajamento com os objetivos traçados. As consequências disso são baixa produtividade, queda na qualidade dos produtos e serviços, além de mais chances de os profissionais deixarem a empresa, o que gera custos.

 

3. Reconhecimento profissional

 

Poucas ações motivam tanto as pessoas como o reconhecimento profissional. É possível fazer isso com elogios genuínos e até mesmo por meio de homenagens e premiações. Pode ser desde um elogio em público realizado pelo líder, até campanhas estruturadas de reconhecimento 360.

O ideal é que o RH da empresa estruture como esse reconhecimento vai acontecer e passe a criar métricas para que ele aconteça por mérito. Esse ponto é muito importante, pois pode haver o efeito contrário se a equipe notar favorecimentos. Ou seja, causar desmotivação e insatisfação com a liderança, a equipe e a empresa.

 

4. Oportunidades de crescimento

 

Para elevar a satisfação do colaborador, outro fator essencial é que a empresa conte com oportunidades de carreira, melhor ainda quando possui um Plano de Cargos e Salários estruturado. Com isso, o profissional saberá não apenas que tem meios de se desenvolver naquele lugar, mas também o que deve fazer para chegar ao cargo desejado e conquistar a remuneração pretendida.

Importante que o plano de carreira seja exposto para todos. Além disso, feedbacks constantes, para que o colaborador saiba seus pontos fortes e as necessidades de desenvolvimento.

 

5. Relacionamentos

 

Estimular bons relacionamentos, tanto entre líder e liderados, bem como entre pares, impactam na experiência do colaborador. Por isso, realizar festas da empresa, team buildings, eventos, happy hours são muito importantes. Algumas empresas realizam também festas de despedidas (goodbye party) para os colaboradores que estão saindo da empresa, sendo mais um momento que importa na jornada do colaborador.

 

6. Benefícios

 

Os benefícios são tão valiosos para a satisfação dos colaboradores quanto o salário. Sendo assim, é importante pensar em um bom plano de saúde, convênios com escolas, faculdades e academias de ginástica, oferecer vale-alimentação e/ou refeição, entre outras vantagens que agreguem ao salário. Uma boa gestão de benefícios se torna um diferencial para atrair e reter os melhores talentos.

 

Quais são os benefícios do employee experience?

 

Gente feliz trabalha mais e melhor. Quando a pessoa está satisfeita e motivada com seu emprego de modo geral, os resultados para a organização costumam ser os seguintes:

  • retenção de talentos;
  • aumento de performance e de produtividade;
  • redução de custos com rescisões e novas contratações;
  • menos conflitos internos;
  • maior sinergia entre os grupos de trabalho;
  • mais diferenciais competitivos frente o mercado.

Podemos concluir que o employee experience é uma estratégia que todo setor de RH deve levar em consideração para aplicar na empresa, já que as ações envolvendo os colaboradores são capazes de elevar expressivamente os resultados do negócio.

Quer saber mais sobre employee experience? Baixe nosso kit e saiba mais!