Home » Blog » Clima organizacional » Perguntas para pesquisa de clima organizacional: como criar as questões ideais
Compartilhe

Perguntas para pesquisa de clima organizacional: como criar as questões ideais

Foto de Renato Navas, Especialista Pulses em People Sucess
Por Renato Navas 9 min leitura
Banner azul chamando parceiros para se destacar no mercado com o Pulses Partners
Duas pessoas apertando as mãos em referência a indicação de parceiros do Pulses Partners
Duas pessoas conversando em referência ao parceiro Pulses Partners

Saiba como criar um questionário sobre clima para fazer o diagnóstico da equipe e veja exemplos de perguntas essenciais

Adotar estratégias para formular perguntas para pesquisa de clima organizacional depende de técnica. Metodologias específicas e as ferramentas certas são diferenciais para se obter uma visão real sobre o ambiente corporativo.

Planejar essas perguntas não é tão simples assim. Alguns fatores devem ser levados em conta e podem influenciar muito os resultados.

Já faz tempo que tabulações em planilhas e métodos tradicionais deixaram de ser eficientes. As práticas para monitorar o clima corporativo passaram por modernizações e novas roupagens.

A Pulses pode te ajudar a entender melhor quais são os aspectos capazes de transformar a rotina e os resultados da sua empresa! Sabe por quê? Desbravamos o universo da gestão e alcançamos uma média global de 72% de adesão às pesquisas de clima! 

Por isso, queremos compartilhar com a sua empresa tudo o que já descobrimos sobre como perguntar da melhor maneira para receber em troca o engajamento do time e as respostas certas. Acompanhe!

Pessoas construindo estatísticas em referência as perguntas para pesquisa de clima organizacional

Pesquisa de clima tradicional x pesquisa de clima por pulso

Por que as pesquisas de clima mudaram tanto? Para acompanhar as relações de trabalho e a dinâmica de um mercado em transformação. Frente à interrupção das práticas tradicionais com a digitalização, dados são cada vez mais necessários para tomadas de decisão.

Foto de Cesar Nanci para falar sobre continuous sensing, a evolução das pesquisas de clima organizacional
Pessoa apresentando estatísticas em referência aos motivos para realizar pesquisa de clima organizacional
Duas pessoas olhando o aplicativo da Pulses em referência a adesão à pesquisa contínua de clima organizacional por pulso
Pessoa segurando um ícone feliz na capa de ebook sobre o instrumento pulses para pesquisas de clima organizacional

Não há como montar planos de ação baseados em achismos. Apenas o que é medido é gerenciável e, para medir o clima de um ambiente de negócio, a pesquisa por pulso é a melhor indicação. 

Podemos observar as seguintes diferenças das pesquisas por pulso — também conhecidas por pulse survey, em inglês — em comparação aos modelos tradicionais:

  • frequência semanal ou quinzenal;
  • ferramentas digitais;
  • processos automatizados de análise;
  • perguntas rápidas, objetivas e em menor quantidade;
  • realização contínua;
  • alto índice de participação dos colaboradores;
  • foco nas lideranças, e não mais no RH.

O principal ponto a ser destacado é que o momento de responder às pesquisas de clima deixou de estar envolvido em mistério e pressão. A ideia é inserir a atividade na rotina da equipe. 

Os colaboradores percebem um canal ativo para expor suas opiniões, e entendem que essa é uma condição para que melhorias sejam feitas no dia a dia.

A iniciativa pode ser conduzida com leveza e retrata, com precisão, os indicadores necessários para empoderar os gestores e times.

Além das pesquisas por pulso: a difusão do conceito Continuous Sensing

A evolução das pesquisas contínuas trouxe ao mercado a abordagem Continuous Sensing. Ela acontece quando a empresa se utiliza de sistemas com inteligência artificial e cognitiva baseados em dados. 

Assim, é possível agir de maneira proativa e, muitas vezes, evitar conflitos e situações que poderiam desestabilizar o negócio. Saber como as pessoas se sentem em tempo real é fundamental para os resultados de uma empresa. 

Um dado divulgado pela Harvard Business Review, por exemplo, dá conta de que a rotatividade nas empresas tende a permanecer alta: 55% das pessoas entrevistadas afirmaram a pretensão de procurar um novo emprego nos próximos 12 meses. 

Como saber se esse é um risco presente na equipe? Para identificar questões como essa e trabalhar ações voltadas à retenção de talentos, a única saída é ouvir os colaboradores. 

O que é preciso para elaborar uma pesquisa de clima organizacional

A rotina de um negócio pode ser influenciada por diferentes circunstâncias, que somente uma pesquisa é capaz de identificar. Por isso, é indispensável saber como realizar uma pesquisa de clima organizacional. 

Para estruturá-la, recomendamos alguns passos importantes. Confira a seguir!

Determine os objetivos pretendidos com a pesquisa

São várias as finalidades para se fazer levantamentos dentro da empresa. Uma das vantagens de contar com plataformas de apoio ao Continuous Sensing é configurar pesquisas alinhadas a diferentes diagnósticos.

Seu objetivo com pesquisas por pulso pode ser:

  • visão real-time do clima organizacional;
  • adquirir informações para empoderar líderes e equipes sobre um aspecto deliberado;
  • fortalecer um canal de relacionamento com os colaboradores;
  • acompanhar os resultados de planos de ação;
  • desenvolver as lideranças;
  • monitorar a cultura da organização;
  • ter conhecimento sobre os sentimentos e opiniões da equipe acerca de um cenário específico, como uma fusão ou mudança de diretoria, por exemplo;
  • entender situações de onboarding ou transição de carreira;
  • mensurar a qualidade dos serviços internos;
  • comparar-se ao mercado.

Uma vez estipulado o escopo do projeto, os passos seguintes se tornam mais nítidos. 

Defina o público e direcione as perguntas para pesquisa de clima organizacional

A Pulses é um exemplo de ferramenta que possibilita segmentar públicos diferentes, tanto para pesquisas quanto para envio de comunicados.

Falar diretamente com a persona pretendida implica em mudanças de linguagem e adequações capazes que influenciam o envolvimento do público.

É por essa razão que é imprescindível ter certeza sobre o seu objetivo! Tudo isso vai direcionar o melhor formato (questionários de múltipla escolha, escalas de pontuação, classificação ou perguntas abertas) e o jeito de se comunicar com os colaboradores.

Estabeleça indicadores para garantir as informações que precisa 

De acordo com o que a pesquisa vai investigar, os indicadores serão a diretriz para que as respostas sejam transformadas em métricas. São inúmeras as possibilidades, e aqui vão alguns casos para ilustrar o que pode ser medido:

  • Bem-estar no trabalho;
  • Inovação;
  • Carreira;
  • Relações interpessoais;
  • Lideranças;
  • Imagem da empresa;
  • Práticas de reconhecimento;
  • Processos.

Planeje o envio da pesquisa e a apuração dos resultados

Independente de escolher formulários ou qualquer outro recurso para realizar uma pesquisa, tudo pode ir por água abaixo se o time não aderir à ideia. Combinar tecnologia e técnicas de usabilidade resolve muito bem esse ponto!

Uma ferramenta focada em People Analytics oferece não só a articulação dos disparos como também disponibiliza análises e insights prontos. Sem contar com todo o apoio profissional de um time de especialistas, como é o caso da Pulses!

Quadro comparativo sobre perguntas para pesquisa de clima organizacional

Ideias de perguntas para pesquisa de clima organizacional

Para entendermos, na prática, como devem ser feitas as perguntas, separamos algumas ideias para ilustrar as possibilidades de uma pesquisa. Já abordamos antes, mas vale reforçar que uma boa pesquisa deve:

  • ter clareza;
  • ser direta e objetiva nas questões;
  • abordar os assuntos com naturalidade;
  • ser fluida e não se tornar cansativa.

Antes de partirmos para as sugestões, é importante explicar como funciona o instrumento Pulses: são 12 dimensões formadas por 39 fatores que reúnem os preditores do engajamento no ambiente corporativo.

Tudo isso é acompanhado a partir de medições frequentes. Passaremos por cada uma dessas dimensões para exemplificar as perguntas para pesquisa de clima organizacional que podem ser feitas aos colaboradores. 

Vamos lá?

Alinhamento com a empresa

Nesse ponto, a equipe pode ser questionada sobre o quanto está familiarizada com valores, missão, visão e história da empresa:

  • As informações sobre todos esses itens são bem difundidas?
  • Você entende com clareza quais são as diretrizes da corporação?
  • Há identificação com os valores e a missão da marca?

Bem-estar

Indague como os colaboradores se sentem sobre o equilíbrio de componentes físicos, mentais e emocionais no dia a dia:

  • Você sofre com estresse?
  • Consegue manter hábitos alimentares saudáveis no dia a dia?
  • Tem disposição para as atividades cotidianas?
  • Pratica exercícios físicos regularmente?

Carreira

Será que os profissionais estão contentes com a trajetória e com o crescimento oportunizado pela empresa? Você pode abordar fatores como:

  • De que forma avalia as possibilidades de evolução profissional oferecidas pelo negócio?
  • O líder e a empresa estimulam  o crescimento e a permanência na organização?
  • Recebe incentivos para gerenciar sua carreira?

Desenvolvimento profissional

Questione a visão do time acerca das possibilidades de aprimoramento que a corporação oferece, como:

  • Qual é o grau de autonomia concedido para execução dos trabalhos?
  • São disponibilizadas oportunidades de aprendizado e treinamentos para desenvolvimento de novas habilidades?

Embaixadorismo

Este é o ponto que ajuda a compreender o quanto a equipe veste a camisa da empresa. As perguntas podem abordar:

  • A organização promove o sentimento de pertencimento?
  • Como você percebe a imagem da empresa no mercado?
  • As ações da corporação condizem com as responsabilidades sociais e ambientais a que se propõe?

Estrutura

Nesta dimensão, somam-se detalhes como jornada, carga de trabalho, equipamentos e condições do ambiente corporativo. Entre as questões para pesquisa de clima organizacional, vale incluir:

  • O estilo de gestão e as políticas da empresa respeitam a individualidade?
  • Você considera as condições de iluminação e temperatura adequadas no local de trabalho?
  • As condições e disponibilidade dos equipamentos fornecidos estão de acordo com as necessidades da sua função?

Feedback e reconhecimento

Para descobrir como os colaboradores se sentem diante da avaliação das suas entregas por parte de gestores e colegas, pergunte:

  • Você considera a frequência de feedbacks apropriada?
  • Sente que seu trabalho é reconhecido pelas lideranças?
  • Como você autoavalia suas entregas no dia a dia?
  • Existe um cuidado com a qualidade dos feedbacks e reconhecimentos realizados?

Felicidade

É possível compreender se as pessoas estão emocionalmente bem e se nutrem sensações de bem-estar ao questionar se:

  • Existe o sentimento de satisfação com as atividades no dia a dia?
  • O trabalho permite dar continuidade aos objetivos pessoais e projetos para o futuro?
  • Sente-se bem com relação à autoestima e relacionamento com a família?

Inovação

A dimensão de inovação corresponde à adaptabilidade da empresa diante de mudanças propostas interna ou externamente. As seguintes perguntas podem ser apresentadas:

  • Percebe abertura do negócio e dos líderes a novas ideias?
  • A organização disponibiliza recursos em apoio à implementação de mudanças?

Justiça

Para entender se os profissionais avaliam as políticas e compensações da organização sobre seus investimentos em trabalho de forma justa, questione:

  • É justa a remuneração pelo esforço no trabalho?
  • Os recursos da empresa são divididos de forma bem equilibrada?

Liderança

Compreenda qual é a visão da equipe acerca da influência, credibilidade, suporte e proximidade dos gestores ao perguntar se:

  • O líder é uma referência para o time?
  • Existe um bom relacionamento e aproximação com o gestor?
  • A liderança se estabelece de maneira comunicativa e compartilha as informações necessárias para o trabalho?
  • A confiança entre líder e colaborador é recíproca?

Relacionamento interpessoal

Questione a opinião das pessoas sobre as relações com clientes, gestores, pares e parceiros:

  • As pessoas atuam de forma colaborativa no dia a dia?
  • Há respeito à diversidade?
  • O ambiente de trabalho é influenciado por fofocas e problemas de relacionamento entre os colegas?

Conte com o apoio de quem é especialista no assunto

Mesmo com todas as instruções, elaborar as perguntas para pesquisa de clima organizacional depende de técnica. Sem contar que essa é apenas uma pequena parte de projetos que precisam envolver muito planejamento.

Para ajudar sua gestão e encurtar caminhos, aposte em soluções que agilizem sua rotina de trabalho. A metodologia inovadora da Pulses pode te ajudar! 

Acesse agora o nosso Relatório do Estado Contínuo do Clima e Engajamento dos Colaboradores para conhecer mais sobre a nossa ferramenta e ver alguns dos insights que as empresas que adotam o modelo de escuta contínua em tempo real vem experimentando.

Livro com informações da ferramenta Pulses em referência as perguntas para pesquisa de clima organizacional

Renato Navas Renato Navas é Cofounder e Head de People Success da Pulses. Psicólogo, pós-graduado em Administração, especialista em Leitura e Manejo de Grupos, Executive Coaching & Leadership Mentoring, Análise Transacional e Team Coaching. Experiência de mais de 15 anos em programas de desenvolvimento de liderança e de RH. Professor de pós-graduação em Gestão de Pessoas.  linkedin.com/in/renato-navas-27888016/
O que você achou ?
Curti
Divertido
Adorei
Surpreso
Chateado

Obrigado pelo seu feedback!

Através dele conseguiremos melhorar cada vez mais a sua experiência.

Quer receber mais conteúdos incríveis?

Cadastre-se e receba semanalmente nossos conteúdos por e-mail!