Home » Blog » RH » Missão do RH estratégico: saiba como ele contribui para o negócio
Compartilhe

Missão do RH estratégico: saiba como ele contribui para o negócio

Foto de Michelly Dellecave, Especialista Pulses em Gestão de Pessoas
Por Michelly Dellecave 10 min leitura

Saiba qual o propósito da área de Recursos Humanos e como ela deve atuar para ser mais estratégica para os negócios

A missão do RH Estratégico deve ir além de tarefas administrativas, com respaldo ao desenvolvimento de lideranças e táticas de gestão do capital humano.

Sob essa perspectiva, a missão do RH estratégico é vencer desafios orientados pelo futuro e desenvolvimento de um negócio. Cumprir essa função depende de uma amplitude de dados e percepções ligadas a:

  • objetivos a médio e longo prazos da empresa;
  • employee experience;
  • clima organizacional.

Não basta só entender a situação atual da rotina corporativa. É preciso pensar em projeções, implantar políticas alinhadas à cultura da organização e apoiar a evolução das equipes. Há, ainda, outras iniciativas determinantes que você vai conferir com a leitura deste artigo!

Por que o RH estratégico é uma tendência?

A digitalização de processos e as diferentes relações de trabalho focadas em bem-estar no trabalho e engajamento trouxeram mudanças aos times de RH. Em vez de puramente operacionais, as atividades passaram a exigir maior envolvimento com os colaboradores e o dia a dia da empresa. 

Criar condições de qualidade no ambiente profissional não depende apenas de recompensas financeiras ou oferta de benefícios. Mais do que isso, é preciso unir as perspectivas profissionais às metas do negócio

Formas colaborativas de alcançar contextos desse tipo têm se mostrado cada vez mais eficazes. 

Soluções de tecnologia e métodos desenvolvidos a partir de People Analytics  (ou, em português, Análise de Pessoas) ganharam espaço, e uma base de dados consistente permite tomadas de decisão com segurança e embasamento. 

Formulários preenchidos dentro de computador em referência a trilha do rh digital

Os gestores de RH perceberam que, sem essa mudança de posicionamento sobre a atuação do time, não havia como sustentar medidas bem planejadas para conseguir:

  • reter talentos;
  • antecipar-se a situações de conflitos e gerenciar crises;
  • fazer recrutamentos inteligentes;
  • empoderar líderes;
  • reforçar o employer branding

Imagem de quatro pessoas, duas mulheres e dois homens, discutindo em frente a um quadro de ideias, representando a missão do rh estratégico

Diretrizes de um RH Ágil

Uma das metodologias mais adotadas por equipes de gestão de pessoas sugere flexibilidade e trocas entre as equipes.

O RH Ágil se adequa ao formato exigido pela realidade corporativa frente a tanto dinamismo, estabelecendo uma linha de pensamento com as seguintes determinações:

  • indivíduos e interações se sobressaem a processos e ferramentas;
  • desenvolver soluções com abertura para adaptações;
  • co-criação com diretores, líderes e liderados, atuando sempre de forma conjunta;
  • responder facilmente e rapidamente às necessidades de mudança.

Uma pesquisa da Gartner, realizada em 2021, indicou que 74% dos gestores de RH confirmam que a implantação da gestão ágil é uma realidade nas suas empresas. Aplicar o conceito é uma das transformações que possibilitam uma performance mais proativa. 

Quais os diferenciais de uma área de RH estratégica?

O principal diferencial de uma área de RH estratégica é a promoção de comportamento, cultura e competências com ações sustentadas por dados. Isso mesmo: dados! Sem eles, não há como manter uma gestão estratégica.

Desviando o foco dos processos e passando-o às pessoas, o momento é de cultivar práticas com planejamentos que considerem o capital humano o ponto central.

A McKinsey conversou com 70 diretores de Recursos Humanos de algumas das maiores empresas da Europa e identificou essa transformação.

98% deles afirmaram que seus times estão articulando ideias e planos para mudarem a forma como lidam com a experiência dos funcionários: em vez de habilidades mecanicistas e gerenciamento de talentos, pretendem adotar uma postura dinâmica e direcionada. 

É nesse sentido que a aliança com a tecnologia aparece como solução. Ter acesso a informações para antecipar cenários que precisem de intervenções, ou mesmo comprovar o resultado de planos de ação a partir de números, é indispensável para times estratégicos de RH.

64% dos diretores ouvidos pela McKinsey destacaram essa nova perspectiva como uma lente que favorece a busca por talentos externos e diagnósticos sobre desempenho da equipe. Afinal, torna-se muito mais simples agir quando se tem clareza sobre o que deve ser feito.

Aqui vai um caso interessante: uma pesquisa da Society for Human Resource Management (SHRM) revelou que os profissionais de RH esperam passar por desafios significativos em um curto prazo. 

Os mais relevantes são aumento dos custos com saúde, aumento do apelo por equilíbrio entre vida pessoal e profissional e aposentadoria de um número elevado de Baby Boomers (pessoas nascidas entre 1946 e 1964). 

Como a sua empresa se prepara para questões desse tipo? Você sabe dizer, hoje, o quanto as pessoas da sua organização estão emocionalmente bem? Elas conseguem ter tempo para a família, amigos e atividades que gostam?

Para responder a essas e muitas outras perguntas, é preciso fazer apurações constantes, como as pesquisas contínuas por pulso

A função do People Analytics para cumprir a missão do RH estratégico

Orientar iniciativas com leituras sobre a percepção dos profissionais e suas relações interpessoais no meio corporativo significa aplicar People Analytics como instrumento. 

Utilizar métricas para compreender questões envolvidas no dia a dia de um negócio facilita:

  • identificação de gaps de desenvolvimento individual;
  • retrato real do clima organizacional e de melhorias possíveis;
  • reconhecimento de problemas que precisem de atenção;
  • proatividade por parte do time de RH e dos líderes;
  • processos de seleção mais precisos.

Dados significam informação. Informação é a chave para constituir conhecimento. Portanto, RHs que podem contar com dados qualificados e bem organizados obtidos por avaliações constantes podem dar um passo importante rumo a execuções estratégicas de sucesso!

O que é preciso para traçar uma estratégia de RH

Engana-se quem imagina que os dados são o suficiente para adotar táticas eficientes na gestão de pessoas. Mais do que isso, interpretá-los e incorporá-los às definições é primordial!

Questionar-se constantemente também é válido. Se uma atividade está funcionando hoje, não quer dizer que ela será eficaz sempre. Por isso, é preciso atualizar dados e planos com frequência. 

Considere ainda acompanhar como a concorrência tem se colocado no mercado (especialmente em recrutamentos), e gerencie remunerações, benefícios, habilidades e treinamentos (técnicos e éticos).

Temos uma dica de uma espécie de roteiro sugerido pela SHRM para ajudar em qualquer aspecto que for discutido: 

Ilustração de uma pessoas e as seguintes perguntas em balões de fala para representar a Missão do RH estratégico: Onde estamos agora?(Avalie a situação atual.), Onde queremos estar? (Visualize e articule um futuro desejado.), Como chegaremos lá? (Formular e implementar um plano com objetivos.), Como saberemos se estamos no caminho certo para o nosso destino pretendido? (Estabeleça um mecanismo para avaliar o progresso.)

Missão do RH estratégico: como o setor pode contribuir para o negócio

Os impactos de uma gestão de RH bem planejada são muitos. A tomada de decisão ágil e preparada, adequada à real situação da empresa e aos passos que ela deve seguir para crescer, coloca a área em uma posição de referência frente a todos seus integrantes.

O time de Recursos Humanos deve propor, explicar e convencer, mas também dedicar tempo a ouvir e ter atribuições participativas com todas as outras equipes da organização. Na sequência, confira alguns tópicos com as vantagens que isso pode proporcionar.

Prontidão e exatidão ao agir

A missão do RH estratégico é similar a uma consultoria para todos os outros gestores da corporação. Diante de acontecimentos internos ou externos, isso simplifica acordos e atitudes para enfrentar determinadas circunstâncias.

Recorrer ao que já se sabe no presente para se alinhar o máximo possível ao futuro é um ganho que o poder dos dados pode conferir a empresas que já se deram conta dessa necessidade.  

Inspiração para todo o negócio

Equipes de Recursos Humanos que trabalham a experiência do colaborador (employee experience) como um pilar de suas ações tendem a se tornar um modelo para os demais departamentos.

Esse é um fator que contribui para o reforço da cultura organizacional, além de ser um atrativo para novos talentos.

Evitar surpresas

Quando pensamos em uma estratégia, somos estimulados a imaginar diferentes possibilidades, certo? Com isso, garantimos um melhor preparo para o que puder surgir ao longo do caminho. 

Um RH atuante nesse sentido tem instrumentos suficientes para visualizar prováveis empecilhos que possam interferir no alcance das metas da empresa. 

É claro que entram nesse quesito, também, a constatação de oportunidades que poderiam passar despercebidas. 

Maior foco nos objetivos organizacionais

O senso de direção no dia a dia fortalece o êxito das funções de cada profissional, e o RH deve ser um norte para isso.

Refletir as diretrizes da alta gestão e assegurar a linearidade das ações é um benefício expressivo que pode ser observado em negócios que contam com um time de Recursos Humanos atuante estrategicamente. 

Produtividade e desempenho

Se o time segue a mesma estratégia, as chances de obter uma performance cada vez melhor aumentam.

É só imaginar o oposto: sem saber onde se pretende chegar, as atividades não caminham em conjunto. É mais difícil exigir dinamismo e esperar iniciativas de uma equipe que careça de perspectivas. 

Com a orientação certa, todos rumam por um mesmo caminho e as entregas tendem a ganhar qualidade!

Tudo o que você precisa saber para transformar seu time de RH

As rápidas transformações no mercado exigem uma estrutura flexível e atualização constante dos profissionais.

Para ajudar nessa preparação, a Pulses convidou especialistas em assuntos de Recursos Humanos para compartilharem suas visões em uma semana de muito conteúdo sobre todas as mudanças atravessadas pela área.

Faça sua inscrição gratuita e fique por dentro de todas as tendências e especificidades de um RH mais digital, ágil e relevante dentro de um negócio.

Sabemos que o tempo é sempre escasso diante de tantas tarefas na sua rotina, por isso você receberá um vídeo por semana durante essa jornada. 

Aproveite e faça a diferença! Garanta agora seu acesso à Trilha do RH Digital com palestras online e gratuitas!

Ilustração de um computador para representar o webinar Trilha do RH Digital

Michelly Dellecave Michelly Dellecave é Cofounder, Head of Education & Brand da Pulses. Psicóloga, Mestre em Psicologia, pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas e especialista em Leitura e Manejo de Grupos. Experiência na área de Recursos Humanos e Professora de cursos de graduação e pós-graduação. linkedin.com/in/michelly-dellecave/
O que você achou ?
Curti
Divertido
Adorei
Surpreso
Chateado

Obrigado pelo seu feedback!

Através dele conseguiremos melhorar cada vez mais a sua experiência.

Quer receber mais conteúdos incríveis?

Cadastre-se e receba semanalmente nossos conteúdos por e-mail!