Home » Blog » Performance » Equipe de alta performance: guia definitivo para obter resultados extraordinários
Compartilhe

Equipe de alta performance: guia definitivo para obter resultados extraordinários

Foto de César Nanci, especialista Pulses em Data Science
Por Cesar Nanci 8 min leitura

Uma equipe de alta performance é formada por profissionais com competências técnicas, comportamentais e que usam o engajamento como estratégia para conquistar resultados promissores.

Entenda como formar um time de alto rendimento para se destacar diante da concorrência

Uma pesquisa realizada pela  ADP Research Institute revelou que, na América Latina,  os colaboradores brasileiros são os que apresentam maior engajamento no trabalho.

Segundo o estudo, 18% dos profissionais estão totalmente engajados em seu local de trabalho, mesmo em um contexto de pandemia. 

De acordo com um estudo realizado pela Pulses, esse dado representa 71,7% de profissionais.

O mesmo estudo revelou que justiça, inovação e estrutura são as dimensões que mais impactam o engajamento dos colaboradores. 

Um dos fatores que determinam a obtenção de bons resultados em uma empresa é a equipe de alta performance

Esse conceito, que já vinha ganhando força, está cada vez mais presente nos debates de liderança. Continue a leitura para saber mais!

O que é uma equipe de alta performance?

Um time de alta performance é composto de profissionais que possuem uma série de habilidades responsáveis pela conquista de resultados promissores. 

Eles unem competência técnica, comportamental e comprometimento como estratégia para elevar o nível da empresa.

Em outras palavras, uma equipe de alto desempenho está alinhada aos valores, missão, visão e metas do negócio. 

Graças à experiência e diferenciais comportamentais de seus membros, ela é capaz de atender, com êxito, às demandas do mercado.

Imagem de um grupo de pessoas em ambiente de escritório comemorando, representando uma equipe de alta performance

Características de uma equipe de alta performance 

O engajamento no trabalho é uma das características mais evidentes desse tipo de equipe, que é a força que impulsiona nosso comportamento, direcionando nosso esforço e dedicação. 

Ela nos leva a ação e neste contexto está mais ligado à realização de uma tarefa. No entanto, há outras características que diferenciam as equipes eficazes das ineficazes:

Imagem de uma tabela com as características que diferenciam as equipes eficazes das ineficazes, no tema equipe de alta performance

Fonte: BrightBlink ? Equipes De Alta Performance

Há também outros fatores essenciais que impulsionam a performance de uma equipe:

Autoconhecimento

É o conhecimento que uma pessoa tem de si mesma. Como, por exemplo, seus traços de personalidade, seus pontos fortes e que precisam melhorar. Estar ciente disso possibilita seu desenvolvimento para aprimoramento da performance.

Comunicação

Quem lida com gestão de equipes de alta performance sabe que é impossível trabalhar bem sem a comunicação entre todas as pessoas integrantes.

Mas para além disso, ela precisa ser objetiva, flexível, respeitosa e empática, de forma que possibilite compreender a percepção do outro e expor a sua. Assim, é possível se expressar de maneira muito mais eficaz e produtiva.

Relacionamento

Em uma equipe de alta performance, as pessoas não apenas trabalham juntas, mas elas também estabelecem vínculos e proporcionam a troca de feedbacks eficazes entre si, para o melhor desempenho de todos.

Confiança

Tudo isso mencionado anteriormente gera confiança entre as pessoas integrantes da equipe, viabilizando a criação de relacionamentos eficazes que compartilham um objetivo comum.

Nós tendemos a olhar conflitos como algo negativo, mas na verdade, quando bem administrados, eles trazem debates relevantes e inovações.

Alinhamento

Alinhar as estratégias e metas da equipe, bem como da empresa, é fundamental para que todas as pessoas integrantes estejam cientes e de acordo com o propósito em comum, assim, todos podem trabalhar para alcançá-lo.

Realizar alinhamentos semanais possibilita ainda o acompanhamento de prioridades com as pessoas, para garantir que todos estão caminhando para um mesmo caminho.

Por que as empresas precisam investir em equipes de alta performance 

Como você notou, o potencial em superar obstáculos com alto nível de desempenho faz com que a equipe de alta performance seja um verdadeiro atrativo para quem pretende se destacar perante a concorrência. 

Profissionais capacitados e que se identificam com a cultura da organização tendem a obter bons resultados, gerar aumento de competitividade, otimizar estratégias e processos, elevar o lucro e trazer mais autoridade para a marca. 

Formando uma equipe de alta performance

Agora que você já conhece as características e pilares de uma equipe de alta performance, é necessário entender como formar um time de colaboradores que desenvolvam essas habilidades. 

O primeiro passo é investir em diversidade. Isso inclui formar pessoas com habilidades distintas, de modo a fazer com que elas façam parte de um contexto multifuncional.

O ideal é que o líder seja um facilitador desse processo e garanta que o encaixe de cada habilidade ocorra naturalmente e agregue valor, não apenas ao time, mas à organização como um todo. 

Outra medida importante para formar uma equipe de alta performance é conhecer  a fundo cada membro do time. Isso significa investir em uma relação horizontal, que faz com que o colaborador tenha consciência do seu valor para a empresa.

Também cabe às lideranças criar um ambiente que garanta que o colaborador desempenhe suas tarefas com autonomia. Isso passa pela confiança de que cada profissional saberá tomar a decisão certa para alcançar o objetivo comum. 

Vale dizer que a autonomia deve caminhar ao lado de outros elementos, como elaboração de metas que estejam em consonância com as habilidades de cada membro da equipe.

É importante gerar desafios na medida certa, para manter o interesse pela inovação, mas sem desmotivar o profissional. O ideal é se valer de indicadores de desempenho para saber como e quando lançar novos desafios.

Treinamentos, comunicação interna, liderança emocional, políticas de recompensas, entre outros fatores, também devem estar no radar da liderança. Isso passa pela promoção de melhorias contínuas em diversos aspectos, como: 

  • Possibilidade de crescimento horizontal e vertical;
  • Salários compatíveis com o mercado e com a qualidade das entregas do colaborador;
  • Fortalecimento da identificação com a cultura da empresa;
  • Criação de ambiente que ofereça bem-estar físico e mental;
  • Possibilidade de desenvolvimento profissional, com foco na autonomia e aprimoramento;
  • Oferta de condições para que haja senso de pertencimento do colaborador em relação à empresa;
  • Boas condições estruturais para que as tarefas sejam desempenhadas e finalizadas com êxito;
  • Realização de feedback e autoavaliação, com base em uma frequência estabelecida;
  • Melhorias na comunicação interna;
  • Instauração de um clima organizacional que valorize o senso de realização, visão de futuro e autoestima;
  • Possibilidade de compartilhamento de ideias, com foco na inovação e mudanças positivas;
  • Fortalecimento de liderança assertiva, pautada pela confiança e apoio mútuo;
  • Aprimoramento das relações do colaborador com equipes, parceiros e clientes. 

Como avaliar a performance da minha equipe?

Tão importante quanto conhecer os benefícios dos times de alta performance e traçar caminhos para que eles se desenvolvam é saber avaliar se o investimento em formação desses profissionais tem trazido bons retornos.

Para isso, é fundamental realizar avaliações de desempenho com as pessoas integrantes, escolhendo o melhor método para a realidade da equipe. 

Além disso, olhar para a experiência na jornada dos colaboradores pode ajudar a identificar as etapas que precisam de melhorias e podem estar impedindo a alta performance das equipes. 

Aspectos como, por exemplo: oportunidades de crescimento, relação com lideranças e colegas, bem-estar, alinhamento com a cultura organizacional, engajamento, entre outras coisas, podem fazer toda a diferença.

Para te ajudar ainda mais a obter resultados extraordinários com a sua equipe, confira este conteúdo sobre os fatores que contribuem para o engajamento dela. Clique aqui e adquira gratuitamente

Ilustração de banner sobre o whitepaper "Engajamento de Equipes: descubra os fatores que mais engajam", para complementar o artigo de equipe de alta performance

Cesar Nanci Cesar Nanci é Cofounder e CEO da Pulses. Especialista em Data Science, dedica-se à aplicação dos conceitos de Analytics e Big Data à gestão de pessoas (People Analytics), com foco especial em Engajamento e Performance. Doutor em Engenharia de Produção e Six Sigma Black Belt. Possui 15 anos de experiência no ramo de consultoria. linkedin.com/in/cesar-nanci/
O que você achou ?
Curti
Divertido
Adorei
Surpreso
Chateado

Obrigado pelo seu feedback!

Através dele conseguiremos melhorar cada vez mais a sua experiência.

Quer receber mais conteúdos incríveis?

Cadastre-se e receba semanalmente nossos conteúdos por e-mail!