Home » Blog » Employee Experience » Employee Experience: o que é e como implementar na sua empresa
Compartilhe

Employee Experience: o que é e como implementar na sua empresa

Foto de Michelly Dellecave, Especialista Pulses em Gestão de Pessoas
Por Michelly Dellecave 16 min leitura

O Employee Experience é a estratégia ou conjunto de ações voltadas a criar um ambiente de trabalho que gere bem-estar e satisfação a todos os colaboradores da organização.

Saiba como garantir uma boa experiência para os seus colaboradores pode impactar positivamente nos negócios

Para começar: você sabe o que é Employee Experience? O conceito, que está relacionado ao ciclo de experiências do colaborador nas organizações tem se tornado uma estratégia de destaque para RHs ágeis e estratégicos.

Antes de qualquer coisa, é preciso entender que empresas são feitas por pessoas. Ignorar como o colaborador se sente dentro do ambiente organizacional pode causar efeitos negativos, culminando em desengajamento e baixa produtividade.

Por isso, prestar atenção a elas é fundamental para se alcançar bons resultados.

Longe de ser uma responsabilidade apenas do setor de Recursos Humanos, quando falamos em experiência do colaborador é preciso contar também com esforços da alta gestão da organização.

Ficou curioso? Então, continue a leitura para conferir o que é esse conceito e como implementar na sua empresa!

O que é Employee Experience?

Também conhecida como “experiência do colaborador” (EX), o Employee Experience surgiu de um outro conceito importante para as empresas: o de “experiência do consumidor” (CX). Mas, embora tenham relação, os dois se diferenciam na aplicação:

    • o primeiro, se dedica a satisfazer as necessidades dos colaboradores;
    • o segundo, é focado na experiência dos clientes.

Basicamente, podemos definir o conceito como um conjunto de ações voltadas a criar um ambiente de trabalho que gere bem-estar e satisfação a todos que trabalham na organização.

É importante entender que o Employee Experience começa quando o candidato conhece a empresa ou vê um anúncio de vaga, mas não termina quando ele se desliga ou é desligado.

É função da gestão garantir momentos marcantes para o trabalhador antes, durante e depois da experiência dele na organização. Essas experiências podem ser criadas intencionalmente por um designer de experiências.

Ah! E a forma como a empresa lida com alguns aspectos também influenciam nessa experiência, como:

    • integração da equipe;
    • condições de trabalho;
    • possibilidade de ascensão no cargo;
    • benefícios corporativos;
    • salários e recompensas;
    • oportunidade de treinamentos;
    • clima organizacional;
    • outplacement, dentre outras questões.

Com as corporações cada vez mais preocupadas em atrair e reter os melhores profissionais do mercado, a implantação do EX é fundamental. Assim, gestores e lideranças favorecem o melhor desempenho e incentivam a inovação nas suas equipes.

Para isso, no entanto, é preciso investir na formação de lideranças inspiradoras e na clareza dos valores e objetivos da empresa. Assim, se contribui para a formação de uma cultura forte e um ambiente organizacional que incorpore a diversidade.

Colaboradores trabalhando juntos no laptop, sorrindo, em referência ao employee experience.

6 Fatores que influenciam a Experiência do Colaborador

1 Onboarding

O onboarding é um importante momento da jornada do colaborador. É a etapa em que o novo colaborador acaba de ser contratado pela empresa e passa por treinamentos, alinhamentos de valores, políticas e regras. É um mergulho na cultura da organização.

Pergunte ao seu time: como foi o seu primeiro dia de trabalho na nossa empresa? Com essa pergunta, você conseguirá identificar diversos pontos de melhoria em relação a experiência do profissional na sua empresa.

Colaboradores que são recebidos na organização de forma cuidadora e considerada, tendem a permanecer. Mas caso a sua prática seja apenas de apresentar a mesa de trabalho do colaborador e nada mais, fique atento, você pode estar perdendo talentos.

2 Ambiente acolhedor

Uma estrutura física adequada é fundamental para que os profissionais possam realizar as suas melhores entregas.

Então, a empresa precisa assegurar que eles tenham um ambiente com boa iluminação e ventilação, mesas e cadeiras ergonômicas, equipamentos como computadores e outros recursos que viabilizem a execução das tarefas. Mas além disso, é necessário conforto!

Empresas como Google e Facebook já perceberam que oferecer um espaço confortável e acolhedor para seus colaboradores traz muitos resultados.

Por isso, é importante disponibilizar salas de convivência e outras estruturas para que as pessoas se sintam acolhidas e confortáveis no ambiente laboral.

Quando os trabalhadores se dão conta de que a empresa se preocupa com o bem-estar deles, eles tendem a produzir mais e melhor. Assim, os investimentos iniciais em conforto e infraestrutura se pagam a curto e médio prazo.

Quando não há condições de trabalho adequadas, é grande o risco de as pessoas se desmotivarem, comprometendo o engajamento com os objetivos traçados.

As consequências disso são a baixa produtividade, queda na qualidade dos produtos e serviços, além de mais chances de os profissionais deixarem a empresa, o que gera custos desnecessários.

3 Reconhecimento profissional

Poucas ações motivam tanto as pessoas quanto o reconhecimento profissional.

É possível fazer isso com elogios genuínos e até mesmo com homenagens e premiações.  Pode ser desde um elogio em público realizado pelo líder, até campanhas estruturadas de reconhecimento 360.

O ideal é que o RH da empresa estruture como esse reconhecimento vai acontecer e passe a criar métricas para que ele aconteça por mérito.

Esse ponto é muito importante, pois pode haver o efeito contrário se a equipe notar favorecimentos. Ou seja, causar desmotivação e insatisfação com a liderança, a equipe e a empresa.

4 Oportunidades de crescimento

Para elevar a satisfação do colaborador, outro fator essencial é que a empresa conte com oportunidades de carreira, melhor ainda quando possui um Plano de Cargos e Salários estruturado.

Com isso, o profissional saberá não apenas que tem meios de se desenvolver naquele lugar, mas também o que deve fazer para chegar ao cargo desejado e conquistar a remuneração pretendida.

Importante que o plano de carreira seja exposto para todos. Além disso, feedbacks constantes são importantes para que o colaborador saiba seus pontos fortes e as necessidades de desenvolvimento.

5 Relacionamentos

Estimular bons relacionamentos, tanto entre líder e liderados, bem como entre pares, impactam na experiência do colaborador. Por isso, realizar festas da empresa, team buildings, eventos, happy hours são muito importantes.

Algumas empresas realizam também festas de despedidas (goodbye party) para os colaboradores que estão saindo da empresa, sendo mais um momento que importa na jornada do colaborador.

6 Benefícios

Os benefícios são tão valiosos para a satisfação dos colaboradores quanto o salário.

Sendo assim, é importante pensar em um bom plano de saúde, convênios com escolas, faculdades e academias de ginástica, oferecer vale-alimentação e/ou refeição, entre outras vantagens que agreguem ao salário.

Uma boa gestão de benefícios se torna um diferencial para atrair e reter os melhores talentos.

Por que investir na Jornada do Colaborador?

Você já se perguntou quais são os momentos que importam na sua empresa ou como está sendo a experiência dos seus colaboradores? No vídeo abaixo, trazemos reflexões sobre a importância dos profissionais de RH estarem atentos à Jornada do Colaborador.

É importante que as empresas façam esse mapeamento para entender o que importa para seus colaboradores. Afinal, com o engajamento e comprometimento desses profissionais, fica mais fácil alcançar os desafios propostos pela organização.

Por outro lado, se a empresa negligencia a importância dos seus funcionários, ela coloca em risco toda a sustentabilidade do negócio.

E para que você tenha uma visão mais ampla da importância do Employee Experience, listamos alguns dos seus principais benefícios. Confira a seguir!

Retenção de talentos

Sabemos que o turnover é um dos maiores desafios de uma empresa. Afinal de contas, ele gera custos com rescisões, novos treinamentos e desenvolvimento de pessoal.

Porém, quando a gestão se preocupa com a experiência do funcionário, os colaboradores acabam permanecendo mais tempo na organização, já que tendem a não procurar outras oportunidades de trabalho.

E, caso recebam uma proposta que considerem melhor, eles se sentirão à vontade para dialogar com o empregador antes de tomar uma decisão.

Com isso, as chances de reter os melhores talentos são maiores. O que significa uma grande redução de custos, ao mesmo tempo em que se eleva a performance da companhia.

Aumento do engajamento do colaborador

Quando percebem que a empresa se preocupa em oferecer as melhores condições para o seu trabalho e desenvolvimento, os profissionais tendem a se sentir considerados, comprometendo-se mais com as metas e desafios da rotina.

Como consequência, tem-se um clima organizacional mais positivo, aumentando a produtividade e melhorando o posicionamento da empresa frente ao mercado.

Formação de uma marca empregadora forte

Ao investir na experiência do colaborador, a empresa ainda cria uma imagem positiva diante da sociedade, o que contribui para a formação de uma marca empregadora forte.

Assim, a médio e longo prazo, fica mais fácil alcançar os seus objetivos, já que a corporação terá a chance de escolher os melhores profissionais para fazer parte do seu time.

Como implementar o Employee Experience na sua empresa

Dados da pesquisa Bem-Estar Trabalhista, Felicidade e Pandemia mostram que o indicador de felicidade entre os brasileiros caiu durante o ano de 2021 e alcançou o menor patamar da história. Questões relacionadas ao trabalho influenciam nos números.

Estes achados apontam para a necessidade que as empresas têm de redesenhar o seu relacionamento com os colaboradores, a fim de alcançar melhores resultados corporativos. E foi justamente por conta destas necessidades que surgiu o Employee Experience.

Abaixo, você pode conferir 10 ações que impactam negativamente na experiência do colaborador. Só depois de ter a consciência sobre esses pontos, será possível agir para mudar a realidade:

    • Falta de integração ao iniciar na empresa;
    • Interrupções constantes e ambiente de trabalho barulhento;
    • Falta de treinamento e de informação;
    • Cultura do medo;
    • Não ouvir os colaboradores;
    • Ouvir os colaboradores, mas não fazer nada a respeito;
    • Critérios de avaliação de desempenho subjetivos;
    • Favoritismo;
    • Ausência de planos de carreira e de oportunidades internas;
    • Ausência de feedback.

A implementação da estratégia de Employee Experience inicia pela separação dos colaboradores por clusters, segmentando-os a partir de seus desejos e necessidades.

Assim, é possível desenhar iniciativas a partir de uma compreensão diferenciada dos colaboradores. Essas diferenças vão desde níveis de interesse em oportunidades diferenciadas até ao estilo de remuneração e recompensas que cada um valoriza.

As empresas precisam focar em desenhar experiências diferentes para atender todos os perfis de colaboradores. Compreender esses diferentes perfis envolve realizar pesquisas com os colaboradores através de diversas maneiras. Isso inclui:

    • entrevistas individuais;
    • atividades em grupo;
    • pesquisas de clima através da metodologia de Continuous Pulses Survey.

Sempre tendo em mente obter o máximo de informações possíveis sobre a percepção desses colaboradores em relação a empresa. O RH pode utilizar o mapa da jornada, que descreve cada etapa que os colaboradores passam no seu ciclo de vida na empresa.

Etapas que podem ser pensadas de acordo com a empresa:

    • Recrutamento;
    • Integração;
    • Compensação e Benefícios;
    • Aprendizagem e Desenvolvimento;
    • Envolvimento;
    • Comunicação;
    • Reconhecimentos;
    • Desempenho;
    • Progressão de Carreira;
    • Aposentadoria;
    • Rescisão ou Demissão, entre outras.

Cada uma das etapas desenhadas deve destacar os resultados desejados tanto para a empresa quanto para o colaborador. É importante reconhecer que a jornada do colaborador não é linear, ela possui diversos estágios e transições, que devem ser consideradas.

É importante alinhar como a empresa deseja que sua marca seja reconhecida com as características do ambiente de trabalho.

Por exemplo, se a empresa quer ser reconhecida pela automação e velocidade, o ambiente de trabalho deve refletir essas características por proporcionar aos colaboradores processos rápidos e a tecnologia necessária.

Experimentar as características da marca auxilia os colaboradores a reforçá-los com os clientes.

Desenhar uma experiência de acordo com os desejos e necessidades de cada colaborador resulta em um aumento na retenção de colaboradores e engajamento, que gera resultados de maneira geral para a empresa.

Passo a passo para a implementação do EX

Bom, agora que você já sabe o que é e quais são os principais benefícios do Employee Experience, conheça o passo a passo de como implementar a estratégia no seu negócio.

Conheça os pontos de contato do colaborador com a empresa

A experiência do colaborador é composta por momentos marcantes, como já falamos. Por isso, o primeiro passo para implementar a estratégia do EX é conhecer todos os momentos de interação do colaborador com a empresa, ao qual chamamos de pontos de contato. 

Alguns pontos de contato possíveis são:

    • atração;
    • recrutamento;
    • onboarding;
    • desenvolvimento;
    • promoção;
    • retenção;
    • separação.

Conhecendo esses pontos, você terá os dados necessários para avaliar como os colaboradores percebem cada um deles.

Conheça as necessidades do colaborador

É certo que cada pessoa tem as suas particularidades e necessidades. Ainda assim, em alguns casos, existem pontos que se assemelham. Por isso, lideranças, gestores de RH e suas equipes devem se esforçar para entender quais são essas necessidades.

Nesse caso, somente os próprios colaboradores podem fornecer essas informações. Para isso, faça perguntas como: ?Durante o seu período nesta empresa, quais momentos ou eventos em particular mais impactaram sua experiência de forma positiva e negativa??.

Assim, é possível consolidar informações e avaliar o que os profissionais esperam da empresa em que trabalham. Em especial, avalie como está sendo a experiência dos colaboradores em cada ponto de contato da organização.

Utilize a tecnologia a seu favor

Para entender as necessidades dos seus colaboradores de forma mais efetiva e eficiente, a tecnologia pode ser uma boa ferramenta de apoio.

Softwares de escuta contínua, por exemplo, podem ser usados para entender o que está acontecendo com o colaborador em cada etapa do seu ciclo de experiências. Nesse caso, a frequência da escuta te ajuda a agir de forma mais rápida e assertiva.

E se a ferramenta utilizada garante a confidencialidade dos dados, as informações coletadas serão ainda mais precisas.

Assim, as iniciativas com foco na experiência do funcionário contribuirão, mais uma vez, para a formação de uma cultura organizacional centrada no desenvolvimento das pessoas e do próprio negócio.

Customer Experience para aprimorar o Employee Experience

Você sabia que o Customer Experience (CX) pode ajudar a aprimorar o Employee Experience da sua empresa?

O CX se refere à experiência do cliente. Isto é, um conjunto de impressões e percepções que o cliente tem da empresa. Em suma, podemos afirmar que o Customer Experience é a imagem que os clientes terão da empresa antes, durante e após o fechamento do negócio.

Ele está presente em toda a jornada do consumidor e, por isso, é tão importante para garantir o sucesso de um empreendimento. Então, o que o RH pode aprender com a experiência dos clientes e implementar na experiência dos colaboradores?

Definir Personas

Assim como no Customer Experience, para implementar o EX, é necessário conhecer seus diferentes colaboradores. Para isso, é necessário conhecer suas necessidades e isso só é possível de uma forma: ouvindo seus colaboradores.

Mapear a Jornada

É preciso também mapear toda a jornada do colaborador. Você conhece a trajetória que cada profissional percorre na sua empresa? Lembre-se que é preciso ver o todo. Analisar pontos isolados da jornada pode te levar a conclusões equivocadas.

Avalie a experiência dos colaboradores com o eNPS

Através do eNPS (employee net promoter score) você consegue avaliar quantos colaboradores neutros, promotores e detratores a sua organização possui. A aplicação consiste em realizar uma pergunta:

“Em uma escala de 0 a 10, qual a possibilidade de você recomendar esta empresa como um bom lugar para se trabalhar?”

A classificação das respostas é feita com base nos critérios:

    • 0 a 6: Detratores
    • 7 a 8: Neutros
    • 9 a 10: Promotores.

A partir dos resultados, é possível avaliar qual a percepção dos colaboradores a respeito da sua empresa.

Ambas as estratégias oferecem excelentes resultados, como fidelização de clientes e de colaboradores, aumento do engajamento e otimização da produtividade

Como você pôde perceber, é possível utilizar o Customer Experience para aprimorar a jornada dos colaboradores na sua empresa.

Pronto para melhorar a experiência do seu time?

Como vimos até aqui, investir no Employee Experience é uma ótima forma de elevar os resultados da sua empresa, e ainda construir uma imagem positiva diante dos seus públicos de relacionamento.

Então, se você gostou desta leitura, aproveite para conhecer o Kit Guia Completo sobre Employee Experience. Nele, a Pulses, plataforma de gestão contínua de pessoas, preparou um material especial para você aprofundar ainda mais o seu conhecimento.

Clique abaixo e saiba mais!

 Telas de computador, tablet e celular com guias de employee experience

Michelly Dellecave Michelly Dellecave é Cofounder, Head of Education & Brand da Pulses. Psicóloga, Mestre em Psicologia, pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas e especialista em Leitura e Manejo de Grupos. Experiência na área de Recursos Humanos e Professora de cursos de graduação e pós-graduação. linkedin.com/in/michelly-dellecave/
O que você achou ?
Curti
Divertido
Adorei
Surpreso
Chateado

Obrigado pelo seu feedback!

Através dele conseguiremos melhorar cada vez mais a sua experiência.

Quer receber mais conteúdos incríveis?

Cadastre-se e receba semanalmente nossos conteúdos por e-mail!