Home » Blog » Novo normal » Cenário de oportunidades: o novo papel da consultoria de RH pós-pandemia
Compartilhe

Cenário de oportunidades: o novo papel da consultoria de RH pós-pandemia

Foto de Michelly Dellecave, Especialista Pulses em Gestão de Pessoas
Por Michelly Dellecave 8 min leitura

Novas dinâmicas de gestão de pessoas oferecem soluções que aprimoram a cultura e o engajamento de colaboradores, saiba mais

Os efeitos da pandemia na gestão estratégica de pessoas vem criando uma série de mudanças e percepções a respeito da cultura  organizacional. Por isso, quem trabalha com consultoria de RH deve atentar-se ao novo cenário de oportunidades.

A intenção é dar maior atenção aos processos que envolvem, não só a retomada do trabalho presencial, como a adequação ao trabalho remoto e híbrido.

Você está preparado para aprimorar suas estratégias como consultor? Selecionamos insights valiosos que vão te ajudar a entender os pilares da atuação da consultoria  de RH no contexto pós-pandemia.

Duas pessoas sentadas à mesa conversando sobre negócios em referência à consultoria 4.0

O novo papel da consultoria de RH pós-covid

Com os avanços das medidas de isolamento social para conter a propagação da COVID-19, a palavra de ordem para a maioria das empresas foi a reinvenção.

O trabalho remoto demandou mudanças rápidas de rotinas e processos.

O consultor de RH tem sido cada vez mais procurado. Isso porque as organizações estão cada vez mais em busca de estratégias para melhorar o desempenho de seus colaboradores e trazer bons resultados para o negócio.

Nesse novo cenário de oportunidades, quem trabalha com consultoria está percebendo o aumento do foco para as relações interpessoais e ajustes nos processos para lidar com o cenário pós pandêmico.

As  novas possibilidades de trabalho híbrido e remoto têm sido norteadas pela potencialização dos processos humanizados

Nesse cenário, a consultoria tem mostrado ser uma verdadeira bússola para empresas que precisam se adaptar a esses modelos, sobretudo no que diz respeito aos seguintes elementos:

    • Diagnóstico de novos ambientes de trabalho;
    • Análise de processos que visam manter a equipe alinhada aos processos;
    • Identificação de medidas para manter as boas relações interdisciplinares;
    • Constituição de situações de escuta e troca empática em ambientes online;
    • Identificação de gatilhos que precisam ser solucionados para evitar burnout, turnover, absenteísmo, entre outros problemas;
    • Definição de melhorias que devem ser feitas para manter a cultura organizacional fortalecida;
    • Estabelecimento de metas com foco no aumento da escalabilidade e progressão do colaborador.

Companheiros de equipe sorridentes sentados em um escritório moderno em referência ao novo cenário de oportunidades

Saúde mental e trabalho remoto no novo cenário de oportunidades

Entre demissões, contratações, redução de salários, alinhamento de comunicação, engajamento… nada escapa das atividades do consultor que, mais do nunca, teve que investir em abordagens multidisciplinares para lidar com as mudanças.

O fortalecimento das ações do consultor de RH se deu pela necessidade e urgência de promover um ambiente seguro para que os colaboradores se sintam acolhidos e desenvolvam seu trabalho com eficácia.

A saúde mental nas organizações tem sido uma das pautas mais debatidas. Não é à toa que, ao longo da pandemia, nos deparamos com uma série de estudos sobre saúde mental dos colaboradores.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados, 70% dos trabalhadores relataram piora na saúde mental durante a pandemia. Os sintomas mais recorrentes foram:

    • nervosismo;
    • estresse;
    • tensão;
    • tristeza.

Outro elemento que deve ser considerado nesse período pós-pandemia é a adesão ao trabalho remoto e híbrido. Segundo o relatório de Transformação Digital na América Latina 2021, 64% das empresas apostarão nesse modelo de trabalho.

O RH no cenário de oportunidades pós-pandemia

Com essas novas realidades, a gestão de pessoas, que já apresentava muitos desafios, passa a contar com ainda mais exigências, sobretudo em relação ao trabalho do consultor de RH.

Cabe ao profissional atuar em parceria com seus clientes e apresentar soluções que sejam capazes de instaurar um clima organizacional que atenda às novas necessidades dos colaboradores e da empresa.

É preciso reforçar o protagonismo da eficiência, dinamismo, flexibilidade e adaptabilidade, de modo a criar um contexto permeado pelas boas práticas de gestão, não só de recursos, como também de custos. 

Todas as ações são antecedidas por análises prévias e cautelosas. É preciso criar estratégias para que sejam feitas pesquisas de clima e engajamento eficazes para que os dados obtidos sejam efetivamente reflexos da realidade organizacional.

Lembre-se de que estamos escrevendo um novo capítulo da história da gestão de pessoas.

Nunca se falou tanto em empatia, respeito e melhores condições físicas e emocionais do trabalho. Cabe ao consultor de RH apoiar a  solidificação desses valores a cada tomada de decisões.

Novas dimensões para a consultoria de RH

Com as novas demandas trazidas pelo novo cenário de oportunidades no pós pandemia da COVID-19, o consultor de RH deve ampliar sua área de atuação.

Isso tem criado uma série de dimensões que vão desde a contratação, passando pela reorganização de equipes até o desligamento.

Eficiência operacional

A adesão ao trabalho remoto aumentará a necessidade de melhor uso de recursos e custos operacionais que envolvem, não só os processos da empresa, como a gestão de saúde e integração de equipes.

Nesse cenário, o consultor de RH deve manter um olhar crítico sobre as novas tecnologias e identificar quais plataformas de gerenciamento de projetos e produtividade se adequam às necessidades de seus clientes.

Metodologias ágeis

O foco agora é na produtividade e integração dos times. Isso implica na instauração de abordagens rápidas e dinâmicas de condução de projetos, como squad, tribo, SCRUM, entre outras metodologias ágeis.

Aqui, a consultoria de RH deve avaliar como o departamento de Recursos Humanos tem trabalhado em prol dessas metodologias.

Caso a empresa não tenha aderido a nenhuma delas, deve-se criar uma estratégia de análise para sugerir ou não a implementação da mais adequada.

Inovação

Apesar de inovar estar relacionado à tecnologia, devemos entender o conceito de forma mais ampla e associar com diversidade e inclusão, liderança emocional, gestão participativa, entre outros contextos. 

Quando a consultoria de RH identifica oportunidades e falhas e propõe mudanças para o negócio, ela deve apresentar quais são as tendências do mercado e de que forma elas podem impactar positivamente na rotina da organização.

Infraestrutura

O cuidado com os processos de segurança, remuneração, gestão de crise, entre outros, deverá ser redobrado. O ideal é investir em boas ferramentas para evitar problemas trabalhistas.

O consultor deve ser capaz de ajudar seus clientes a implementar novos processos, ferramentas e metodologias. Além disso, ele deve orientar na definição de salário, planos de carreira, modelos de remuneração e gratificações.

Fortalecimento da cultura

O consultor  de RH deverá agir de forma estratégica para lidar com as novas dinâmicas. Será preciso revisitar a cultura da empresa e fazer adaptações, com foco em seu fortalecimento.

Isso envolve a criação de estratégias para aumento da motivação e melhoria do clima organizacional, orientação para pesquisas de clima e engajamento e implantação de cultura de decisões com base em indicadores de RH.

Cooperação

Cabe ao consultor de RH orientar seus clientes para  que todas as áreas atuem com sinergia. Além disso, ele deve monitorar, propor ajustes e acompanhar a manutenção do que foi proposto em seu plano de ações. Tudo isso envolve cooperação.

Afinal, ações isoladas tendem a causar ruídos e prejudicar o andamento das tarefas, além de criar um clima de tensão e desconforto que pode desencadear outros problemas, como a perda de clientes.

Cenário de oportunidades e a mudança gradual e assertiva

É fundamental compreender que não estamos diante de uma batalha ou disputa para saber que vai responder ao momento com as melhores soluções tecnológicas e comportamentais.

Cada empresa tem sua própria realidade e é nela que você deve focar. Nem todos os processos e decisões, por mais novidade que possam trazer, vão funcionar para todos os contextos.

Portanto, aja com criatividade e resiliência. Pense de que forma a estratégia que você desenvolverá vai facilitar a rotina dos colaboradores e melhorar o contato humano e o bem-estar de cada membro da organização.

O sucesso de uma empresa depende do bem-estar emocional do time. Use isso como norte para cada tomada de iniciativa. Baixe o guia 24 Recomendações de ações para trabalhar o bem-estar emocional na sua empresa e veja como fazer isso na prática.

Capa de ebook com pessoas de etnias diferentes dando as mãos em referência ao cenário de oportunidades

Michelly Dellecave Michelly Dellecave é Cofounder, Head of Education & Brand da Pulses. Psicóloga, Mestre em Psicologia, pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas e especialista em Leitura e Manejo de Grupos. Experiência na área de Recursos Humanos e Professora de cursos de graduação e pós-graduação. linkedin.com/in/michelly-dellecave/
O que você achou ?
Curti
Divertido
Adorei
Surpreso
Chateado

Obrigado pelo seu feedback!

Através dele conseguiremos melhorar cada vez mais a sua experiência.

Quer receber mais conteúdos incríveis?

Cadastre-se e receba semanalmente nossos conteúdos por e-mail!